Slide O escritor independente

Quem é o escritor independente? Sem querer delimitar demais o conceito e pensando de forma prática, o escritor independente é aquele que, não apenas escreve seu livro, mas é também responsável por quase todo o projeto editorial (produção, divulgação, venda etc). Desde o fim da idade média desenvolveram-se duas figuras distintas: o autor que é dono de seu texto (diferente da Antiguidade) e o editor. Caberia ao editor imprimir o livro e vênde-lo. Neste momento começam a se desenvolver os direitos autorais, contratos e o mercado editorial (inclusive a pirataria). Para um panorama maior recomendo a leitura de O Que é um Autor de Roger Chartier (Edufscar, 2012) e, com menor importância, minha tese de mestrado Propriedade, Direito Autoral e Cultura Digital.

Assim, o escritor independente rompe com um modelo de negócio tradicional, e geralmente idealizado, onde o autor desenvolve seu texto, envia para alguma editora, esta produz todo seu livro, envia às livrarias e repassa o dinheiro ao autor.

Além dessa ideia de facilidade, geralmente envolve-se uma aura de sucesso e fama neste processo. Mas na realidade, esse é um caminho que muito poucos conseguem trilhar. Assim, o escritor que não quer depender dessa seleção afunilada, trilha o caminho independente.

O caminho do escritor independente

A principal diferença entre o caminho independente e a publicação por uma editora são os custos. O escritor independente terá que bancar todo o processo editorial, enquanto uma editora arca com esses custos. Se o autor tiver os recursos prévios, a maior dificuldade será a venda.

O processo editorial de um livro, pensando desde o planejamento do texto até a venda dos livros, possui várias etapas que variam de acordo com os objetivos do autor. Por isso é importante que este saiba bem o pretende com sua publicação para não se perder no caminho, se frustrar ou ter prejuízo.

As etapas do processo editorial podem ser feitas ou contratadas pelo escritor independente, cabe a ele decidir se quer empregar tempo ou dinheiro. O objetivo deste site é oferecer informações para que qualquer pessoa possa produzir seu livro inteiramente. No entanto, para quem não possui tempo, podemos realizar esse processo ou alguma de suas etapas com ótimos preços. Clique aqui para sabe mais.

O processo editorial pode ser estruturado da seguinte forma:

Pré-produção:

  • Conhecimentos prévios: para escrever algo interessante você deve dominar muito bem um tema quando se trata de um texto técnico (não-ficção), para textos literários é importante ler bastante, tanto clássicos quanto escritores atuais, sem ler você não será um bom escritor. Aqui no site faço constantes resenhas de livros literários ou sobre teoria literária caso você queira indicações.
  • Planejamento: isso é fundamental e o ponto onde mais erram os iniciantes. Um livro não se resume a escrever um bom texto. O que você pretende com a publicação de um livro? Ser lido, ficar famoso, ganhar dinheiro? Quanto? Você vai enviar para editoras? Vai publicar por conta? Enfim, centenas de perguntas surgem ao publicar um livro e você precisa respondê-las para você mesmo antes de iniciar seu projeto. Claro que muita coisa muda ao longo de um processo editorial. Problemas e oportunidades inesperadas surgem, mas é importante ter clareza de objetivos e metas para não perder o foco e ao fim do processo poder fazer uma avaliação mais efetiva.
  • Produção do texto: por mais fundamental que seja, esta é a etapa onde morrem a maioria dos projetos editoriais, especialmente para o autor iniciante que precisa sair da inércia inicial. Muitas boas ideias enfraquecem quando começamos a escrevê-las. Escrever não é apenas representar o pensamento através de letras, é muito mais complexo. Bote sua ideia no papel agora, termine, releia, reescreva e se preciso for, recomece.

 

Produção:

  • Revisão do texto: mesmo que você vá enviar seu texto para uma editora (que caso aceite seu original certamente fará uma revisão final) é totalmente desestimulante analisar um texto cheio de erros. Demonstra que você não releu seu trabalho ou não tem um hábito de leitura constante. Revisar o próprio texto nunca é o suficiente, o ideal é pagar um profissional, evite a desagradável mania de pedir que um amigo o faça gratuitamente, além de ser chato é provável que o trabalho não seja feito com seriedade. Também oferecemos esse serviço, caso tenha interesse.
  • Leitura crítica: você precisará de outras opiniões sobre seu texto. Qualquer pessoa que se ofereça para ler seu original poderá ter uma opinião válida, mas é importante pensar qual será seu público-alvo e se esse leitor representa tal público. Novamente, o ideal é a opinião de um profissional, que já tenha experiência. Nós também oferecemos esse serviço.
  • Diagramação: se o seu texto está pronto está na hora de diagramá-lo, ou seja, deixá-lo no formato final para que este seja enviado para a gráfica. Não aconselho a fazer isso em um programa de edição de texto, como Word (Microsoft Office) ou Writer (LibreOffice), mas sim em programas próprios para este fim. Você pode utilizar o Scribus que é um programa livre e gratuito, com bastante tutoriais na internet. É algo um tanto complicado e demorado, por isso também oferecemos esse serviço.
  • Ficha catalográfica: todo livro necessita dessa ficha que ajuda na sua catalogação, tenho um artigo que ensina como fazê-la.
  • Número de ISBN: seu livro também precisa de um ISBN (International Standard Book Number), uma sequência de 13 números que identifica um livro com seu título, autor, país e editora. Você pode requisitá-lo na Biblioteca Nacional cadastrando-se como editor (custo de R$ 150,00). Saiba mais neste artigo e se desejar podemos solicitar um ISBN para seu livro.
  • Capa e arte: é fundamental que seu livro tenha uma boa capa pois ela é o primeiro contato com o possível comprador e não o texto. Uma capa pode ser simples ou conter ilustrações, e se você não tem experiência nessa área contrate um capista e/ou ilustrador. Temos alguns ótimos profissionais, caso você precise.
  • Impressão: com o texto revisado e diagramado é hora de enviá-lo à uma gráfica. Essa é a parte mais onerosa do processo e por isso é importante pesquisar bastante e conhecer o trabalho da gráfica, nem sempre o mais barato tem a mesma qualidade.  Algo extremamente importante aqui é definir a tiragem. A relação custo benefício costuma recomendar uma tiragem mínima de 1.000 exemplares, mas você conseguirá vender tudo isso depois? Você terá lugar para estocar esses livros de forma adequada? Em alguns casos é recomendável fazer tiragens pequenas (300 ou 500 unidades) ou mesmo micro-tiragens (que podem ser de 20 unidades, mas com valor unitário bem mais alto). Caso tenha dúvidas quanto a essa parte do processo, nós oferecemos este tipo de assessoria extremamente importante, afinal é a etapa onde você pode ter prejuízos financeiros mais consideráveis.

 

Pós-produção:

  • Marketing (divulgação): esta etapa deve ser desenvolvida desde o início do projeto. Inicialmente o marketing pessoal, a construção da sua identidade como autor e suas características, temas, ideologia etc; afim de criar um público, mesmo que pequeno. Com o processo de um livro em andamento é preciso pensar em divulgar o projeto desde sua produção, criar expectativa no público que você cultivou anteriormente. Nesse aspecto as tecnologias associadas à internet ajudam muito e com baixos custos. Presença em redes sociais, a construção de um bom blogue e lista de emails são ferramentas quase essenciais. Ofereço o desenvolvimento e criação de todas essas ferramentas, mas em breve postarei diversos conteúdos gratuitos também para quem deseja fazer por conta própria.
  • Distribuição: esse é o principal gargalo no processo editorial independente. Grandes editores possuem diversas parcerias com distruibuidoras e livrarias que irão disponibilizar seu livro ao consumidor. Porém, isso será feito com um custo alto e, no fim, qual o destaque que se livro vai ter em relação com os best-sellers e escritores já consagrados? Livro não se vende sozinho, por isso é importante já ter trabalhado anteriormente seu público e seguir desenvolvendo-o. Mas como você venderá seu livro? Apenas pessoalmente e em dinheiro a vista? Aqui também a internet pode contribuir. Qualquer um pode ter uma loja virtual com pouco investimento, podendo enviar seus livros por correio e utilizar diversas formas de pagamento. Também ofereço esse serviço de construção de loja com OpenCart e falarei mais sobre essa ferramenta em breve. Acompanhe cadastrando seu email ao lado.
  • Análise: mesmo que você tenha vendido todos os seus livros isso não significa que o trabalho acabou. É importante levantar todas as informações possíveis do projeto, fazer uma balanço financeiro, verificar as metas, ganhos indiretos, parcerias conquistadas. Tudo isso vai lhe ajudar a pensar futuras edições/investimentos ou mesmo servir como base para os próximos projetos.

Considerações finais

Tentei fazer aqui um descritivo geral dos procedimentos que o escritor independente deve seguir, segundo minha opinião, considerando minhas experiências e pesquisas. Nada está fechado e cada um deve seguir seu caminho, mas acho sempre válido quando podemos analisar a experiência de outras pessoas.

Também aprendi muita coisa (e uso muitos programas de computador) com informações que determinadas pessoas compartilharam sem cobrar nada, por um preço justo ou por uma doação voluntária.  E por isso acho até uma obrigação também compartilhar o que aprendi e aprendo cotidianamente. Por isso criei este site para oferecer informações gratuitas, mas também poder ofertar determinados serviços a preço justo para quem possui menos tempo ou deseja se focar em outros processos.

No final, a ideia principal é motivar as pessoas a lerem e escreverem mais.

Se você se gostou desse artigo, recomendo dois links abaixo. Pesquisei sobre o assunto e achei estes dois textos bem interessantes:

Guia do autor independente

Esperar editora é utópico, diz autor recordista em livros publicados

Boa leitura!

Gostou? Compartilhe

1 thought on “O ESCRITOR INDEPENDENTE”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *